9.6.17

em cartaz - A MÚMIA


Primeiro filme do dark universe da Universal. Copiando o esquemão da Marvel. Não se engane, há referências em todo canto, um crânio de vampiro, a pata do monstro da lagoa negra, diálogos de filmes clássicos e até, de brincadeirinha, o livro dos mortos da múmia do Brendan Fraser. Pena que a franquia não começou com o pé direito, a trama é rasa demais, o filme se preocupa mais com cenas de ação (HEY, é Tom Cruise), o desfecho foi fraquinho e o final é bem chato.
 

- Cadê o Brendan Fraser quando preciso dele?


Tom é um caçador de tesouros que fatura alto no mercado negro. Ele rouba um mapa de uma arqueóloga e encontra a tumba da princesa Ahmanet, apagada da história por ter assassinado a família, enterrada viva após ter conseguido a vida eterna num pacto com Seth. Por ter libertado a múmia, o cara agora é o escolhido dela. A princesa precisa apunhalar o Tom Cruise com uma adaga mágica e cumprir sua parte do pacto. Enquanto ele foge da múmia, a organização secreta do Russell Crowe caça a criatura. Ele é o doutor Jekyll, ele precisa tomar uma injeção de tempos em tempos para não se transformar no senhor Hyde. Ele deverá estar presente nos próximos filmes, capturando outros monstros (filmes já confirmados: o homem invisível, Frankenstein, Van Helsing (ou Drácula), a noiva de Frankenstein, o corcunda de Notre Dame e o fantasma da ópera). Mas essa franquia precisa se decidir, vai investir no terror, na ação ou na comédia?

 










FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: the mummy
ANO: 2017
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 1h 50min
DIRETOR:  Alex Kurtzman
ELENCO: Tom Cruise, Russell Crowe, Annabelle Wallis, Jake Johnson e Sofia Boutella
ESTREIA BR: 8 de junho


NA POLTRONA

10 min - buracão
30 min - despertar dos mortos
1 hora - the walking dead
 

Sem comentários: