16.6.17

ORIGINAL VS REBOOT


"Original vs remake''? Não. Aquilo acabou. A moda agora é reboot, então essa série de postagens vai mudar de cara. Começando pelo pior filme (segundo os leitores do blog) de 2015.

Dez anos separam essas duas produções. É cedo demais pra um reboot? No caso do QUARTETO FANTÁSTICO isso era uma obrigação, a Fox precisa fazer um filme, no mínimo, a cada sete anos senão os direitos voltam para a Marvel. Como o último filme (QF e o Surfista Prateado) foi lançado em 2007, o estúdio tava com muita pressa.

Eu gosto do filme de 2005. De cara você vê como ele é simples e sem grandes pretensões, parecia uma sessão da tarde dentro do cinema. Está cheio de humor, não é muito diferente dos filmes atuais da Marvel barra Disney, como ''Guardiões da galáxia''. Tem Chris Evans peladão e eu gostei de todo o elenco, é um filme para todas as idades. Pena que o dr Destino tá uma decepção.

O reboot já estava condenado antes do lançamento. O diretor foi forçado a fazer algumas mudanças de última hora (muitas cenas que vemos no trailer nem sequer estão no filme) e depois reclamou disso na internet. Fora das telas, a Marvel cancelou o gibi do quarteto (depois de 54 anos e de 645 edições) como se estivesse boicotando o filme (eles negam). Eu não fui com a cara do elenco jovem, o filme tava se inspirando na versão Ultimate dos quadrinhos. A produção é pesada, o oposto do filme de 2005, cheia de efeitos especiais, temos um Coisa digital (e sem calças !?!?!?) e um passeio pela Zona Negativa. Não lembra muito o QF, não tem o charme do filme de 2005. Tenta copiar o padrão dos filmes da Marvel barra Disney e quebra a cara. E o dr Destino (de novo ele) conseguiu fazer a gente gostar do vilão de 2005. 
No momento a Fox pensa em unir o QF e os X-men, o desespero é grande, mas sem pressa. O filme só precisa chegar antes de 2022.
 

Sem comentários: