31.8.17

DÊ UMA CHANCE PARA...


Ainda chateado com a versão norte americana de DEATH NOTE? O filme é tão ruim que já virou piada na web. Por sorte, já existe uma versão japonesa, de 2006, que já ganhou até blu-ray. O filme de 2006 é o primeiro de uma série, ele foi lançado no mesmo ano que o anime e também segue o mangá a risca. São poucas as alterações e elas deixam a trama mais interessante. Essas pequenas mudanças não mudam o rumo da história original, são momentos que destacam a esperteza do Light e do L, e eles ainda são os mesmos personagens do mangá (toma essa Netflix), o ator que faz o L usa o mesmo figurino. O filme ainda conta com a presença de um Ryuk digital chupado do mangá, ele não fica na escuridão, é divertido e participa da trama (toma essa Netflix 2). Quando o filme começa, vemos Kira matando criminosos e se tornando famoso no mundo todo. Depois pinta o Light, em flashback, encontrando o caderno. Antes do final, vemos como Misa Amane encontrou seu death note. É o mesmo universo do mangá com alguns detalhes adicionais, nenhum fã pode reclamar.
 

30.8.17

ENTÃO TÁ

MOMENTO MUSICAL

PRIMEIRA IMPRESSÃO

Luke Skywalker
lado negro?
aff ...
 

POR ONDE ANDA ESSE FILME?


Lá fora já existe até em blu-ray. Queremos o dvd? Eu quero o dvd? VICE VERSA (1988) era tão bobinho, mas eu curtia o filme, gravei da sessão da tarde. 
Róliudi estava numa fase estranha, em 1987 vimos Dudley Moore e Kirk Cameron (a gente gostava do Kirk em 1987) em ''Tal pai, tal filho'', onde os dois trocavam de corpos. Em 1988 pintou VICE VERSA, no começo do ano, e o ''Quero ser grande'', do Tom Hanks, alguns meses depois, e aí ''Vice Versa'' quase foi esquecido por conta disso.
Como eu disse, o filme é meio bobo. Um estranho artefato mágico faz pai e filho mudarem de corpos. Não se pode reclamar do Fred Savage fazendo o papel de um adulto, ele manda bem. Mas Judge Reinhold não parece uma criança, não como o Tom Hanks, parece apenas um adulto idiota, mas caramba, eu secava o corpo do cara no filme. É claro que o ''garoto'' não vai ficar explorando seu novo corpo, como o Tom Hanks fez, porque isso seria meio escandaloso, afinal de contas é o corpo do pai dele. Enquanto o filho tenta fazer o trabalho do pai (chorando além da conta), o pai tenta sobreviver na escola. No começo do filme os dois não se dão bem, então rola uma lição de moral no final. Não é um filme original mas é inofensivo. Gostaria de rever algum dia.
 

28.8.17

FUCK YEAH, FLASHBACK!

Sinto muito sr Clooney, eu ainda prefiro a versão original de Solaris.
 

FUCK YEAH, RYAN COOPER!

video

ANATOMIA DE UM POSTER

Cadê o bumbum do Canguru Jackman?
(chega de bundas no blog hoje)
(not)
 

PRIMEIRA IMPRESSÃO

MAMMA MIA 2
(mas na verdade é um prequel)

FUCK YEAH, JAMES FRANCO!


(The deuce, seriado de tv, 2017)
 

FUCK YEAH, COLTON HAYNES!



FUCK YEAH, JON SNOW!






27.8.17

em cartaz - BINGO, O REI DAS MANHÃS


Para fazer um filme como esse é necessário trazer os anos 1980 de volta, e com perfeição. Já vimos isso antes, mas desta vez estamos vendo o Brasil dos anos 1980. A gente tava lá, a gente sabe como foi, a gente vai julgar o filme. BINGO não faz feio, todos os elementos daquela divertida década estão presentes no filme, pura nostalgia. A direção de arte caprichou. O filme é baseado na vida de Arlindo Barreto, com algumas alterações necessárias (não se pode usar nomes como Bozo, Xuxa, Globo ou sbt e tal), mas pra gente é fácil pescar as referências.


Nariz vermelho


Vladimir Brichta é Augusto, filho de uma famosa atriz. Sua ex mulher também atua, na novela das oito, por isso o cara passa bastante tempo com o filho. Na tentativa de conseguir algo além de uma pontinha numa novela, ele faz um teste para a versão brasileira de um famoso palhaço norte americano e é contratado. Improvisando e fazendo alterações no personagem, digo, dando uma abrasileirada, ele alcança o estrelato. Mas o palhaço Bingo é uma marca famosa, ninguém pode saber o nome de seus interpretes. Augusto é um sucesso, porém, ninguém o conhece. Nos bastidores o cara se joga nas drogas, na bebida e no sexo casual com várias mulheres. Isso tudo acaba prejudicando sua relação com o filho.
Destaque para a trilha musical, cheia de clássicos. Mandou bem na tela grande Brasil, gostei de ver.













FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: idem
ANO: 2017
PAÍS: brasil
DURAÇÃO: 1h 53min
DIRETOR: Daniel Rezende
ELENCO: Vladimir Brichta, Leandra Leal, Cauã Martins, Pedro Bial e Ana Lúcia Torre.
ESTREIA BR: 24 de agosto


NA POLTRONA

10 min - improviso
30 min - maquiagem
1 hora - o preço da fama

26.8.17

dvd - ANJOS DA NOITE, GUERRAS DE SANGUE


Esse é pra fechar a coleção, o final é meio suspeito, mas espero que seja o último da franquia. ANJOS DA NOITE é aquela série de filmes ''ruins que são bons'' que você tem vergonha de dizer em voz alta que gosta. A franquia começou em 2003 e até o momento temos apenas cinco filmes, ou seja, há bastante espaço entre eles, isso é bom, não causa cansaço na gente, mas tá deixando os roteiristas confusos. O terceiro filme voltou no tempo e o quarto avançou pro futuro, é fácil encontrar os furos na cronologia.
GUERRAS DE SANGUE dá continuidade a ''O despertar'', mas não menciona mais os seres humanos, temos apenas uma guerra entre os lobis e os vamps. Os vampiros estão desesperados, os lobisomens estão vencendo a guerra. Selene está sendo caçada pelos dois clãs, eles querem seu sangue e sua filha. 
Finalmente a franquia resolveu amarrar uma ponta solta há anos: o ator Scott Speedman. Ele esteve presente apenas nos dois primeiros filmes, e seu personagem era muito importante para a trama. Ele nunca mais voltou para a franquia, então os filmes inventavam mil desculpas para explicar a ausência do personagem (por que não contrataram outro ator?). 
A cada novo filme, a qualidade vai caindo. O quarto é melhor que o terceiro, mas o quinto não é melhor que o quarto. E agora, Selene (que sempre deu uma de Milla Jojô em ''resident evil'') ganhou novos poderes, vamos parar por aqui, pode ser?
 O dvd traz dois extras (making ofs) bem curtinhos (6 minutos cada um).

25.8.17

netflix - DEATH NOTE


Hollywood não aprende mesmo, não é? Sempre que tentam adaptar um anime ou mangá, fazem besteira. Não sei a razão, mas eu meio que tava apostando nesta versão americana de ''Death Note''. O mangá é incrível, o anime também, é tudo perfeito, o que poderia dar errado? Antes do filme estrear, eu e meu namorado fizemos uma maratona do anime, tenho todos os episódios em dvd. Aí caímos de cara no filme da Netflix. Wow, que decepção. Bem no estilo ''premonição'' barra ''qualquer outro terror norte americano com adolescentes burros''. Death Note não merecia uma adaptação tão ruim.
Bom, se você não conhece o material original, você pode até gostar do filme, sei lá. Mas se não gostar, não culpe o original japonês, dê uma chance - o anime já ganhou dvd br e o mangá também já foi publicado por aqui.





O filme não dá muitas explicações, ele prefere dizer "o caderno tem regras demais, então não vamos perder tempo com elas''. Entra em cena uma garota do tipo ''Megan Fox estou aqui só pra exibir o corpinho'', que faz o Light de bobo enquanto ele é caçado por um L com hipersensibilidade emocional, ou seja, os personagens são outros. Tá tudo diferente, é uma adaptação, não uma cópia, mas pode ofender os fãs (e, pela recepção que ganhou, já ofendeu muitos deles). Eu vou esquecer esse filme amanhã, beleza?



FUCK YEAH, RUSSELL TOVEY NO TEATRO!




blu-ray - GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 2


Que pena, numa loja me disseram que o steelbook estava esgotado no fornecedor, em outra loja disseram que ele ainda estava para chegar. Então voltei pra casa com o blu simples. Comprarei o steelbook em outra oportunidade. Bem, o filme não foi tão divertido quanto o primeiro. O bebê Groot rouba a cena, mas passa por maus bocados, não foi legal mostrar esse tipo de coisa. O tema do filme é a família. Só que, em relação aos gibis, o filme é uma bagunça só (Peter filho de Ego, Nebulosa filha de Thanos...), mas ele tá cheio de referências, até a formação original do grupo aparece na trama.
Nas cenas adicionais pinta Adam Warlock. Eu vibrei com isso, mas alguns dias depois o diretor disse que Adam não vai aparecer na Guerra Infinita, vai marcar presença apenas nos filmes dos Guardiões. 
O blu traz cenas inéditas e estendidas, erros de gravação, o vídeo clip de Inferno (que você já viu aqui) e um making of bem generoso.

24.8.17

THOR, LIDE COM ISSO



DIGA ''SIM'' ÀS DROGAS


Um dos casamentos mais infelizes da história, cinema + vídeo game. Não deu certo pro Michael Fassbender este ano? Não foi nenhuma novidade. Nos anos 1990 testemunhamos o pior momento deste casamento. Ainda na ressaca do sofrível Super Mário Bros, encaramos ''Street Fighter o filme'' e "Double Dragon'' em 1994. Naquela época, eles pegavam 1% do jogo e colocavam num filme ''nada a ver''. Em defesa de DOUBLE DRAGON podemos dizer que não dá pra arrancar muita história de um jogo beat 'em up. 
A trama do filme se passa no futuro, no distante ano de 2009. Um terremoto devastou a Califórnia, e agora, Los Angeles e San Diego, são uma única cidade (?!?!). O vilão do filme, Robert Patrick (platinado) pagando mico, quer juntar as duas metades de um medalhão mágico para se tornar todo poderoso. Porém, uma das metades, está com os "irmãos" Lee (ah, Scott Wolf 💛💛💛). 
Os garotos se comportam como garotos (de algum episódio do Scooby-Doo), eles são o alívio cômico. Quem rouba a cena, e o filme, é uma moça esperta chamada Linda Lash. Ela entende de tecnologia, ela faz de tudo enquanto os moleques estão fugindo de um cara inexplicavelmente deformado (não, espera, estão apenas tentando pegar mais 1% do game ...).

 


CHP CULT


Elenco estelar. Seria um filme caça níqueis? Ah, a gente nem liga pra isso, AS BRUXAS DE EASTWICK (1987) é um filme (produto) que diverte, cheio de nomes famosos pra chamar a sua atenção (e o diretor é o George Miller!!), mas ele funciona. Tirando as partes fantasiosas, temos um filme sobre o comportamento da mulher moderna, é ''sex and the city'' dez anos antes. 
Michelle Pfeiffer é tímida, inocente e meio bobinha. Susan Sarandon é esperta, observadora e habilidosa. Cher é mulher macho, forte e sem papas na língua. Por essas e outras, estão solteiras. Elas ainda vão aprender que, juntas, são poderosas, poderosas na magia. Um dia, elas tentam imaginar o homem perfeito e acabam invocando o próprio diabo (Jack Nicholson). Aí começa uma daquelas relações (hoje seria politicamente incorreto?) do tipo "Juba, Lula e Zelda'' que se via em todo canto nos anos 1980, e ninguém condenava aquilo.
O filme conseguiu duas indicações ao Oscar, som e trilha musical (opa, John Williams!!).
 

22.8.17

POR ONDE ANDA ESSE FILME?


Onde estamos? Nos anos 1990? Vi esse filme na tela grande em janeiro, já estamos em agosto, quando vou ver esse dvd por aqui? Vou ter que esperar dois ou três anos? 
2017 começou bem, SETE MINUTOS DEPOIS DA MEIA NOITE é um filme de fantasia, meio macabro, mas é um filmão. Na trama, um menino se vê obrigado a morar com a avó (Sigourney Weaver) enquanto sua mãe (Felicity Jones) está hospitalizada. Certa noite, sete minutos depois da meia noite, pinta um monstro enorme no pedaço (voz de Liam Neeson). O bicho vai contar três histórias. Fique esperto, tudo no filme está interligado, e no final você vai tirar suas próprias conclusões. Ainda estou me devendo o livro, no qual o filme foi baseado, esse tá fácil de achar (vem até com o poster do filme na capa), mas e o dvd barra blu-ray? Um dos melhores filmes do ano e eu estou doido para rever essa coisa.
 

JAVIER, LIDE COM ISSO


21.8.17

MOMENTO MUSICAL

FUCK YEAH, JOHN STAMOS!


Quero ter essa bunda aos 54
(entenda isso como quiser)
 

CHP CLASSIC


E, adeus Jerry Lewis (1926-2017). Ele não costumava ser engraçado na vida real, falava muita coisa ofensiva nas entrevistas. Vou sempre me lembrar do JL dos filmes, eu adorava os filmes do cara quando era criança. Até hoje ando procurando pelo dvd de CINDERELO SEM SAPATO (1960). Alguns filmes do ator foram lançados numa série de dvds há alguns anos, mas este não estava entre eles.
Não é exatamente uma comédia, é um filme de fantasia barra musical que tenta copiar os desenhos da Disney, até no excesso de cores. É uma versão masculina e modernizada do conto de fadas, sem deixar de ser um conto de fadas.
Jerry é Cinderelo. Desde que seu pai morreu, ele sofre nas mãos da madrasta que tem dois filhos mimados. Precisando de grana, a madrasta tenta casar seus filhos com uma princesa que está de passagem pela cidade, procurando um marido. É claro que não poderia faltar um divertido fado padrinho nessa história (Ed Wynn, o tio Albert de ''Mary Poppins''). ''Cinderelo'' não é um dos melhores filmes de Jerry, é uma obra quase esquecida, mas vale uma espiadinha.
 



19.8.17

FANTASMAS DO PASSADO

LIGADO EM VOCÊ


Programa para depois da escola, passar na casa do Alexandre e fazer aquilo com ele. Esse esquema já tinha algumas semanas e nenhum de nós estava interessado em namorar com o outro, a gente tava só de brincadeira. Naquele dia em questão a brincadeira ficou estranha. Eu havia tido um orgasmo mega blaster e fiquei alguns minutos deitado ali, em cima do cara.
Quando comecei a me mover, ele me disse pra não fazer isso.
- Não se mexe. Tem que tirar pra fora enquanto ainda está duro. Se tirar agora vai machucar nós dois.
Isso é verdade? Talvez seja, ele deve saber mais do que eu, ele é mais velho, tem 17 anos (quase um idoso).
- O que quer que eu faça então? perguntei.
- Espera ficar duro de novo e aí você tira. Ele disse.
Certo. Esperar. Estamos esperando. Resolvi fazer uma piada.
- E então, viu algum filme legal no cinema ultimamente?
- O último filme que vi no cinema foi o do Roger Rabbit. Não gostei.
Hein? Como assim ''não gostei''? Eu (ainda) amo aquele filme, ele é incrível.
- Acho que você não entendeu o filme. Ele tem efeitos especiais incríveis, a animação, a trilha musical ...
- Não, não gostei mesmo. Achei um filme bobo.
Ah, essa não, agora fiquei brabo. Eu deveria ... ''machucar nós dois''? Melhor deixar pra discutir isso depois.
- Anda logo, cara. Minha mãe vai chegar do trabalho a qualquer momento.
Eu tinha medo da mãe dele, ela parecia a madame Medusa de ''Bernardo e Bianca''. Mas o pai dele ... caramba ... aquele bigode, o peito peludo, mãos enormes ... senti uma reação. Estávamos livres !!!

Levantei da cama e comecei a me vestir.
- Olha, quando sair o vhs do filme, eu acho que a gente poderia ver ele juntos e ...
- Nem vem cara, aquele filme é uma droga.
Essa foi a gota.
- Quer saber? Só fiquei duro de novo porque pensei no seu pai.

Depois disso, ele não entrou em contato comigo no dia seguinte e nem na semana seguinte. Certo dia, ele apareceu na minha frente e me convidou pra ir na casa dele, mas com uma condição - se você pensar no meu pai de novo, eu te mato.
Tudo bem, vou pensar em algum filme bobo ...

18.8.17

DANIEL CRAIG, DOIS MOTIVOS


em cartaz - CORPO ELÉTRICO


Temático brasuca sobre ... nada. Quem escreveu aquela sinopse que tá solta na web? O filme não tem uma história, uma moral, desfecho ou linha de chegada, por isso o final aparece de repente. O filme conta apenas o dia a dia de um homocara em São Paulo. É bem realista, não tem dramas novelescos. O personagem principal não se abre para ninguém, nem pra nós, então fica difícil entender o cara, e o final quer que a gente entenda alguma coisa (mas, nesse ponto da trama, não estamos mais ligando pra nada).
 

 Sem metas


Elias trabalha numa pequena fábrica de tecido. Quando não está no trabalho, está acompanhado dos amigos, em festas e bares, ou fazendo sexo casual. Um dia pinta no pedaço um novo funcionário, um africano chamado Fernando. Parece que Elias se sente atraído pelo cara, faz uma investida ousada (esperando na porta da casa do rapaz !?!?!?!?), mas essa parte da trama não leva a lugar algum. Elias tem 23 anos, um emprego e uma vida social, não tem planos, não sabe o que quer do futuro barra vida, e parece não ligar ou se satisfazer com o que tem. O filme também deixa de explorar essa parte da trama. Temos apenas uma câmera acompanhando um cara qualquer barra normal por alguns dias, nada de extraordinário vai acontecer com ele.












FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: idem
ANO: 2017
PAÍS: brasil
DURAÇÃO: 1h 34min
DIRETOR: Marcelo Caetano
ELENCO: Kelner Macedo, Lucas Andrade, Welker Bungué e Ronaldo Serruya.
ESTREIA BR: 17 de agosto

em cartaz - ESTEROS


Melhor avisar antes, pouca coisa acontece nesse filme, ele tem um fiapo de história, não tá cheio de dramas, reviravoltas ou de diálogos impactantes, se você estiver com sono, pode acabar dormindo. Mas não é um filme ruim. Tudo bem, o roteiro deve ter uma ou duas páginas, e não é uma história original, serve para passar o tempo. Tenta ser bonitinho e romântico mas não consegue. É um filme bem curto e o final pinta de surpresa.

Brokeback Argentina


O filme conta a história de dois garotos, Jerónimo e Matías. São dois grandes amigos descobrindo a sexualidade. Também acompanhamos os dois adultos. Os flashbacks não trazem revelações e na versão adulta eles não costumam ter conversas muito profundas. Os dois se separaram quando o pai de Matías aceitou um trabalho no Brasil. Quando se reencontram, agora adultos, Jerónimo não esconde o fato de ser homossexual. Matías tem uma namorada brasileira e fica bem confuso quando reencontra o amigo. Os dois vão passar um dia no campo, Matías vai tentar colocar seus sentimentos barra pensamentos em ordem como se estivesse num filme temático dos anos 1990 (sou gay ou não? Por que é tão difícil? Oh céus!!!). O filme foi baseado num curta, de 2015, que mostra os dois garotos (sem a versão adulta) no carnaval, testemunhando o espancamento de um homossexual. Se este curta fizesse parte do filme, explicaria porque o Matías é tão homo-reprimido e daria um pouco mais de conteúdo para a trama.  












FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: idem
ANO: 2016
PAÍSES: argentina, brasil, frança
DURAÇÃO: 1h 23min
DIRETOR: Papu Curotto
ELENCO: Ignacio Rogers, Esteban Masturini, Joaquin Parada, Blas Finardi Niz e Renata Calmon

16.8.17

OS MOMENTOS MAIS FODÁSTICOS DO TOM CRUISE IMPOSSÍVEL



EXPLOSÃO NA PONTE (MI3)
O filme mais fraquinho da franquia, tem um vilão legal, mas ele não combina com o restante do filme, sequer rola uma química entre ele e o herói. A cena da ponte foi parar no trailer, Cruise é jogado em cima de um carro pela onda de choque. A explosão aconteceu lá atrás e o cara foi jogado para a esquerda, tem problema?


FACA NO OLHO (MI2)
Havia um mecanismo no cabo da faca, fazia com que ela parasse a poucos milímetros do olho do ator, desde que o cara ficasse completamente imóvel. Quem quase morreu, de preocupação, foi o diretor John Woo, que não queria fazer essa cena, mas o ator insistiu.
 


PENDURADO (MI2)
Mesmo filme, outra cena arriscada. O diretor estava suando, Tom estava se divertindo. O ''balé'' do cara durante a escalada foi plagiado por muita gente, até por Homer Simpson.
 


SALTO DA MORTE (MI3)
É, esse terceiro filme vale a pena pelas cenas de ação. Aqui não há dúvidas, a sequência começa no rosto do ator, a câmera se afasta e pega o cara correndo até a borda do prédio e aí ele salta no vazio.
 


OUTRA ESCALADA (MI4)
Desta vez no prédio mais alto do mundo. Essa cena super mexeu comigo, eu vi o filme em IMAX. Só voltei a respirar quando o cara voltou pra dentro do prédio.


VIAJANDO NA TERCEIRA CLASSE (MI5)
Essa sequência incrível foi filmada oito vezes, um erro do piloto e o ator morreria. Também foi parar no trailer.

Última hora - Tom Cruise quebrou o tornozelo ontem, durante as filmagens (agora paradas) de MI6.